Resenha: Adeus, minha princesa (c-drama)

 

Olá diamantes!

O c-drama do qual vou lhes falar hoje começa super bem, possui um enredo cativante sobre uma princesa "rebelde" de um pequeno reino. Nos primeiros episódios somos capazes de nos afeiçoar quase que imediatamente por boa parte dos personagens, exceto é claro o príncipe que mata seu irmão para ficar com o trono. Logo, supõe-se que ele seria o vilão (um engano, uma vez que apesar de ser colocado desta forma, tem poucos feitos tirânicos).

Sinopse: Xiao Feng é a adorada princesa de Liang Ocidental quando tem seu casamento arranjado com o príncipe herdeiro Li Cheng Yin. Amada imensamente por seu povo, ela parte em uma jornada deixando o lugar que ama para se tornar a princesa herdeira. Apesar de o Príncipe Herdeiro ser uma das pessoas mais poderosas, perdendo apenas para uma, o Palácio Oriental, onde ele vive, é o mais perigoso da nação. Será que Xiao Feng vai encontrar o amor verdadeiro na sua jornada e conseguirá superar o cruel mundo da política?




A primeira parte segue lindamente, com boa desenvoltura, divertida e romântica. Mas em algum momento, tive a impressão de que o roteirista se perdeu e não soube mais o que fazer para consertar tanto estrago.


O personagem que devia ser o mocinho, parecia mais vilão do que o próprio vilão. A mãe assassinada, a clara preferência do pai pelo seu irmão, o irmão que o mataria se preciso fosse para se tornar o próximo imperador... tantas coisas e mesmo assim, quando alguém finalmente o acolheu de braços abertos, ele preferiu cometer atrocidades em prol da admiração dessas pessoas que nada mais eram do que seus algozes.


A partir da destruição de Danchi não havia mais como haver um casal romântico ali, a morte não pode ser superada com a desculpa de disputas políticas ou um simples sinto muito. Então o autor com esse problemão nas mãos pensa: e se eles esquecessem tudo?


O ódio que senti neste momento foi enorme, ambos vivendo lindamente uma vida falsa enquanto as pessoas próximas a eles sofriam silenciosamente com a verdade. Mas tudo bem, pensei que eles iam recomeçar e ao menos não poderia piorar, estava enganada.



A maneira como o "mocinho" (se é que havia algum neste enredo) tratava a personagem feminina principal era simplesmente vergonhosa, ele parecia um maníaco psicopata. O momento mais marcante foi quando ela pediu para ele responder se quando ela se tornasse um empecilho para o trono ele a mataria. Ele não foi capaz de responder e foi o momento mais significativo de toda essa exaustiva e triste história.



O fim trágico da personagem principal e sua melhor amiga, foram no mínimo decepcionantes. Elas é que foram constantemente machucadas e perderam aqueles que amavam, simplesmente não parecia justo que tivessem qualquer coisa que não fosse um final feliz. Desse modo, não recomendo esse c-drama.

E aí, já assistiu esse drama? Me conta nos comentários.

1 comentários